sexta-feira, 21 de junho de 2013


Em busca de uma definição que nos defina e aponte o caminho.

O que é um Protesto? No conceito jurídico/comercial é uma declaração de divida contra alguém e uma forma de resguarda o direito de crédito da parte lesada. No conceito social é uma ação pública de solidariedade, solitária ou em grupo, em favor de uma ideia, evento ou grupo. 

Em ambos os casos há uma parte lesada que visa ser ressarcida. Em ambos os casos há um elemento concreto que todos, parte lesada e manifestantes, desejam ver conquistadas. Em ambos os casos há uma cobrança e uma expectativa de recebimento. Em ambos os casos há de ter um prazo para o pagamento ou a conquista ser realizada. Em ambos os casos há um problema, uma reivindicação, um lesado, um responsável, uma resposta a ser dada, um prazo para se cumprir e um documento que amarra todas essas questões. 

Sob essa ótica, o que tem acontecido no Brasil são manifestações ou pequenos passeios com um grande número de pessoas de pessoas indignadas por motivos justo? Com quem está o documento que amarra todas essas questões para que possamos acompanhar a evolução do processo? A quem foi entregue essas reivindicações? Vamos deixar que as mídias se encarreguem de registrar os acontecimentos e que os responsáveis, assistindo pela TV, se comovam e façam algo em nosso favor?

Sou a favor de todo tipo de manifestação que tenha objetivo claro e passos definidos. Precisamos aproveitar esse momento para construir a pauta de um Brasil para os brasileiros antes que os políticos, mais uma vez, produza o banho estético nas suas agendas e façam "mudanças" para garantir que nada mude, como sempre ocorreu na nossa antiga e recente história política. 



Paulo Carlos - Coach de Liderança