terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Não Perca Tempo

"Sucedeu que, ouvindo Sambalate, Tobias, Gesem, o árabe, e o resto dos nossos inimigos, que eu tinha edificado o muro, e que nele já não havia brecha alguma, ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais,
Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, e congreguemo-nos juntamente nas aldeias, no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal.
E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco? E do mesmo modo enviaram a mim quatro vezes; e da mesma forma lhes respondi. (Neemias 6:1-4)

A ordem para fazer discípulos em todas as nações (Mt 28:19) é o que deve estar no topo da nossa lista de prioridade. Usar todos os recursos disponíveis é utilizar bem e de forma responsável o talento que Deus nos concedeu, mesmo que seja um só. (Mt 25:14ss)

Portanto, os convido a usar do seu tempo, criatividade e tudo o mais que Deus lhe conceder, para impactar de modo construtivo e significativo todos aqueles que leem seus escritos, seja no face, orkut, blog's ou email's.

Evitemos descer ao "vale de Ono". O vale das críticas, das dissimuladas insinuações, das respostas aos confrontos sem fundamentos e todo o resto de coisas que não convém aos que se dizem cristãos.

Os convido a fazer a diferença agindo com clareza, dizendo com liberdade, responsabilidade e conhecimento de causa tudo o que se deseja dizer, sem esconder-se na generalização. 

Os convido a dedicar o seu melhor para Deus, parando de desperdiçar tempo.

Os convido, acima de tudo e antes de qualquer julgamento às atitudes alheias, a olhar para trás e contabilizar o quanto já fez para o Reino; a olhar para suas mãos procurando os calos adquiridos no trabalho para Deus.

E mesmo que em tudo você ainda se ache irrepreensível, os convido a observar a palavra que nos alerta em Romanos 14:10

"Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo."

Este texto não deve nos conduzir a uma atitude de omissão, mas de responsabilidade com o que se diz e com o que se faz. Pois, naquele Tribunal, seremos julgados de forma justa pelas boas ou más atitudes, mas também pela omissão quanto ao bem que sabíamos que deveríamos fazer e não o fizemos.

Que Deus nos conceda sabedoria nas escolhas e coragem na hora de agir quando a escolha nos conduzir em direção contrária ao nosso conforto.

Que Deus nos conceda sabedoria no uso do nosso tempo e recursos, de modo que não haja desperdício, nem nos achemos paralisados tendo tanto o que se fazer.  

No amor de Cristo

Pr Paulo Carlos

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Coach, um modelador de sonhos.

Eu queria escrever poesia, mas faltou a rima.
Tentei compor uma música, mas onde se escondeu a melodia?
Enveredei pela pintura, afinal eu queria de alguma forma minha arte expressar.
Mas as cores, por mais belas que fossem, não as consegui combinar.
Pedra, metal, papel...
O que mais poderia carregar o clamor da minha alma?
Não faltaram os meios
Talvez me falte o jeito
Aquilo que alguns chamam de dom.
Mas será que existe um dom para compartilhar sentimentos?
Esta pergunta abriu-me um leque, uma janela para um novo mundo.
Dei-me conta que perguntar é uma espécie de arte.
A arte de abrir as trancas do coração.
Fechaduras internas que as decepções ao longo da vida fizeram a alma esquecer seus segredos.
Descobri-me como artista quando pela primeira vez vi uma lágrima cair provocada por uma simples pergunta.
Pergunta feita não por uma torpe curiosidade, mas por uma singela vontade de ouvir na essência o que uma alma queria compartilhar.
Alma que, por não ter um determinado dom, sofria sua dor no silêncio.
Dor que, expressada e ressignificada, agora se tornara mola propulsora de um futuro bem sucedido.
Foi assim que me descobrir como artista, um modelador de sonhos.
Querendo fazer poesia, compor música e pintar quadros, a vida flagrou-me fazendo uma sessão de coaching.
Hoje eu sou um dos que ajudam a pintar novos cenários, ouvir outros sons e escrever uma nova história.
Eu sou um Professional & Self Coach
Paulo Carlos.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

O sobrenatural de Deus

Você quer ver o sobrenatural de Deus? Acorde cedo e veja o sol nascer. Dê uma volta no parque e invista algum tempo observado a natureza. Volte para casa, olhe no espelho e veja um ser que é a imagem e semelhança do seu criador. Agradeça por estar vivo. Agora você está pronto para ir a qualquer igreja e adorar ao responsável por tudo isso.
O sobrenatural de Deus está na complexa simplicidade da vida.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Hoje eu faço 45 anos


Perdendo o medo de envelhecer.
Quando adolescente eu tinha medo de envelhecer.
Eu tinha medo de, com o tempo, perder a visão, e ficar limitado quanto à capacidade de ampliação do meu conhecimento através da leitura, ou da capacidade de expressar-me através da escrita, tornando-me dependente de alguém para escrever por mim.
Eu tinha medo de perder os movimentos ágeis do corpo. Tinha medo de perder a vitalidade, a força, a independência na minha locomoção. 
Eu tinha medo que, com a chegada da velhice, eu perdesse a possibilidade de percepção do meu entorno. Temia que com a capacidade auditiva diminuída eu não conseguisse desenvolver um diálogo atrativo com meus interlocutores, pelo fato de não conseguir ouvi-los e/ou entendê-los.
Eu tinha medo de, ao entrar na idade avançada, ser privado das guloseimas que eu mais gosto, por conta da saúde comprometida.
Eu tinha medo de perder os motivos que me fazem sorrir. Tinha medo que todas as privações ou as responsabilidades da vida adulta sufocassem minha alegria, tornando-me alguém carrancudo e amargo. 
Hoje não tenho medo de envelhecer. 
Hoje eu tenho medo de esquecer que um dia fui jovem. Tenho medo de esquecer como é ser jovem. Tenho medo de esquecer como um jovem pensa, e dos motivos que o levam a pensar diferente.
Tenho medo de não enxergar as necessidades de um ser humano que nem sempre são expressas de modo objetivo; algumas delas impossíveis de serem percebidas a olho nu. 
Tenho medo, não de perder a audição, pois tem muita coisa que eu não quero ouvir mesmo, mas temo tornar-me surdo aos apelos da alma, a qual tem seu grito silenciado pelo ruído de um pragmatismo desumano. 
Hoje eu temo não a simples perda da mobilidade e agilidade corporal, mas a perda da capacidade de mover-me em direção àquele que carece da minha ajuda, por estar imobilizado pelas decepções acumuladas na minha vida.  
Mais do que a pele, temo o enrugar da minha alma pelo esquecimento de uma juventude paulatinamente sufocada por uma sociedade hipócrita que insiste em negar a beleza do sorriso juvenil para implantar um semblante sisudo como paradigma de responsabilidade ante os desafios da existência humana. 
Talvez eu sofra da Síndrome de Peter Pan, pois não quero me entregar a um envelhecimento precoce. Por outro lado, sei que não é saudável, nem razoável, negar o avanço da idade e a chegada das suas consequências. 
Contudo, insistirei em manter viva na minha memória os caminhos percorridos para não estranhar aqueles que estão passando por onde um dia eu passei, pois não quero ser empecilho, mas parceiro de caminhada. 
Quero manter viva a lembrança da juventude que vivi, para que aqueles que virão depois de mim tenham o direito de viver suas próprias experiências, tornando-me suporte para eles naqueles momentos que, quando jovem, me senti sozinho.
Hoje não temo a velhice que rapidamente se aproxima, porque encontrei nela o motivo pelo qual vale a pena viver. 
Tenho aprendido que cada idade tem sua beleza, e que cada etapa deve ser encarada com alegria e coragem. Precisamos de coragem para vencer os desafios que a vida propõe. 
Por isso volto a afirmar: Hoje não tenho medo de envelhecer. Tenho medo de esquecer que fui jovem, roubando assim o direito dos outros de viver a beleza da construção da sua existência. Se isso significa tornar-me jovem cada dia, apesar do avançar da idade, que assim seja para a glória de Deus.
Paulo Carlos

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Homenagem

Em comemoração ao meu 45º aniversário, fui agraciado por um texto em forma cordel, composto pelo meu amigo e irmão em Cristo o poeta Paulo Salles.
Com a devida autorização do autor, compartilho sua arte.


ANIVERSÁRIO
 
A vida insistentemente nos ensina
que não é so mais um aniversário
É refletir sobre o tempo passado
com olhar reflexivo no calendário
na certeza de que o Senhor da vida
nos ajudou a enfrentar o adversário.
 
Por isso meu nobre Xará
tudo que posso lhe almejar
são muitos anos de realização
de tudo que vier planejar
na certeza de que o Deus eterno
estará presente no caminhar.
 
Muitos anos ainda virão
no serviço do Deus criador
anunciando o evangelho
com misericórdia e amor
e certamente muitos crerão
em Jesus Cristo, Salvador.
 
Com essa família linda
pode vir dificuldade
que será superada
com muita tenacidade
isso eu digo com certeza
é a mais pura verdade.
 
Esse sorriso sempre aberto
seja sua maior expressão
e se lhe falta cabelos
se preocupe com isso não
É mais uma marca registrada
de um grande coração.
 
Grandes parcerias
sei que ainda vamos fazer
afinando as convergências
é assim que vamos viver
servindo ao Reino divino
com alegria e prazer. 
 
A sua amizade eu desejo
para sempre compartilhar
na alegria ou na tristeza
como dizem em algum lugar
e com esse seu amigo 
poderá sempre contar. 
 
Aproveite a oportunidade
para uma grande reflexão
verá que foi mais positivo
do que qualquer negação
basta ver os amigos que correm
para dar-lhe aquele abração.



Paulo Salles

O que é Liderança?

"Como um conceito geral e simplificado, podemos dizer que Liderança é o processo de conduzir um grupo de pessoas, transformando-o numa equipe que gera resultados. É a habilidade de motivar e influenciar os liderados, de forma ética e positiva, para que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização". 

Flávio Souza- Formador de Coaches da International Coaching Community – ICC e Lambent do Brasil - CEO da Você Vencedor Soluções Empresariais

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Bom dia vida

Bom dia vida! 
Olhando para os montes, lugar onde habitam as águias;
Pensando em Deus, aquele lhe concede a visão, forças para voar e guarda em segurança o seu ninho;
Vivendo a minha vida, pela qual prestarei contas ao Criador.