terça-feira, 28 de setembro de 2010

Deus cuida de você

II Coríntios 1:3,4

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.

É muito comum questionarmos Deus quando as coisas não vão bem para o nosso lado. Isso faz parte da nossa frágil humanidade. Contudo, quem já passou por algum grande problema sabe que a vitória conquistada produz em nossa alma um lastro de fé que nos capacita a enfrentar outras dificuldades, tendo o coração encharcado de esperança. Mais que isso, as dificuldades vencidas nos credencia a sermos testemunhas do quanto Deus é poderoso para mudar situações aparentemente sem solução, produzindo, assim, esperança no coração dos outros. É disto que este texto nos fala. Aqui aprendemos de um Deus que cuida de nós e nos habilita a sermos cuidadosos com os nossos irmãos.

Se em algum momento nesta semana as coisas saírem do seu controle, saiba que Deus não perdeu o controle do mundo. Saiba que você está na agenda dEle como alguém especial. Aprenda com a dificuldade e depois, quando a vitória chegar, fique atento ao seu redor, alguém, por certo, vai precisar de uma palavra de esperança.

Uma excelente semana para você

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Barnabé: Discipulado e Liderança
“Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo” Ef 4:7


Liderança é um tema antigo que se renova a cada geração.
As últimas mudanças nesse campo deixam a impressão de que novos conceitos surgem a todo momento. Contudo, ao analisar a história, percebemos que o que ocorre, na verdade, salvaguardando as devidas proporções geradas pelo contexto histórico, sócio-econômico, entre outras variantes, é uma ênfase em um determinado modelo já vivido.
O século XXI abraça, entre outras mudanças, a mudança de paradigma no campo da liderança. O espaço que antes era, predominantemente, ocupado pelo “gerente de produção” - estilo de liderança caracterizado por um responsável para fazer os outros produzirem mais com menos, otimizando uma linha de produção padronizada - dá lugar a uma espécie de “coordenador de esforços” - estilo caracterizado pela capacidade de motivar os colaboradores a descobrirem e desenvolverem suas habilidades para as usarem no seu campo de interesse, de forma criativa, alcançando, assim, uma alta performance do grupo com plena diversidade.
Percebo que essa foi a ênfase dada por Jesus no seu curto, mas eficaz, ministério. No tempo de 3 anos, ele chamou, capacitou e enviou, em missão pelo mundo, homens de vários ramos de atividades, entre outras diversidades como: psicológicas, emocionais e educacionais. Esses homens, encorajados pelo Espírito Santo, produziram para o Reino de Deus, segundo a capacidade de cada um. (E outra caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu; e um produziu trinta, outro sessenta, e outro cem. Marcos 4:8)
Não foi diferente com Barnabé. Seu trabalho e influência produziram um dos discípulos mais produtivos da história do cristianismo, nosso conhecido e admirado Paulo de Tarso. Esse último, capacitou Timóteo.
Pedro, Tiago, Barnabé, Paulo, Timóteo... Esta lista incompleta, mas significativa, é uma demonstração clara que a ênfase de liderança dada por Jesus, baseada no encorajamento, não cria uma série de clones, mas de servos únicos que produzem segundo suas características e capacidades, dadas pelo próprio Deus.
Sendo assim, não fique triste ou desanime se não consegue fazer alguém ser igual a você. Não somos chamados para clonar nosso modo de ser, mas para fazer discípulos que se pareçam com Jesus. Mesmo quando Paulo exorta aos coríntios a imitá-lo, o paradigma não é ele, mas quem ele imita, ou seja, Jesus (ICor 4:16,17). Não fique triste se não consegue ser igual a quem você admira, pois Deus se agrada da forma como ele nos criou - diferentes - e tem um plano para cada uma das diferenças que Ele mesmo produziu. Você não está fora dos planos de Deus só porque é diferente, sua diferença já faz parte do plano de Deus para a sua vida e para a vida da Igreja.
No Cristo que nos ama igualmente dentro das nossas diferenças,
Pr Paulo Carlos

sábado, 11 de setembro de 2010

Vou voltar.

Bom dia pessoal,

Estou me organizando para postar mais frequentemente.
Estou numa fase de reflexão sobre o uso deste espaço, por isso a pausa.
Abração e até breve.