quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Se não agora, quando?


No último domingo (19/12/10) o Ministério Jovem IBCor e o Ministério de Ação Social estiveram na cidade de Barreiros-PE. Esta cidade foi destruída pelas enchentes no início deste ano.
Fomos em caravana (9 carros) levando 100 cestas básicas, 150 sacolinhas de bombons para as crianças, 02 profissionais da área de odontologia, 02 da área médica e 02 enfermeiras, além de 25 voluntários para distribuição de literatura e compartilhar da fé.
Fomos recepcionados pelo Pr Elizeu e um bom número de membros da igreja local.
O prefeito disponibilizou o posto médico com duas auxiliares para realizarmos os atendimentos.
Conseguimos atender 68 pessoas em um período de 4 horas.
Somos gratos a Deus por ter tocado no coração dos membros da IBCor para contribuirem na compra das cestas, disponibilizar os seus veículos para a viagem e mais que isso, disponilizar seu tempo para ir à uma cidade carente e compartilhar do amor de Cristo.
Muito obrigado a todos que contribuiram de uma forma ou de outra com este projeto.

















































sábado, 11 de dezembro de 2010

Contabilizando a vida

Conta Quantas São.
Faltam pouco mais de 15 dias para encerrar mais um calendário anual. O que isso significa? Para uns significa recomeço, outra etapa da vida, uma nova oportunidade para fazer o que sempre sonhou, mas não teve tempo, ou para reiniciar um projeto que ficou pela metade. Para outros significa a continuidade de uma mesmice irritante, mascarada pelo marketing que tem a responsabilidade de manter o projeto capitalista respirando. Para esses, só muda a embalagem, a cor do papel que embrulha as mesmas coisas. De outro modo o vazio da repetição seria revelado.

O salmista ora assim: “Ensina-nos a contar os nossos dias, a fim de que alcancemos corações sábios” (Salmo 90:12).

Acho interessante como matemática, filosofia e teologia encontram-se de forma poética nesse texto escrito por um judeu há séculos antes de Cristo. Mais surpreendente é como ele trata o tema “Tempo” de forma profunda e libertadora.

O texto destaca o ensino sobre a contagem do tempo como algo fundamental. O tempo não deve ser desperdiçado ou menosprezado, pois ele é um bem não renovável e limitado, contudo, plenamente democrático. Ninguém tem mais tempo que outro. A todos é nos dado 24 horas por dia. Portanto, seu uso deve ser realizado de forma prudente, objetivando realizar o plano para o qual fomos criados: Ser, enquanto existente, a imagem e semelhança de Deus. Isso significa muito mais que simples aparência, isso tem a ver com a forma de vivermos, como utilizamos nosso tempo.

O texto aponta que essa contagem está ligada à nossa existência. A nossa vida, e não a do outro, é que está em jogo. Quando Pedro foi reconvocado por Jesus (Jo 21), ele perguntou sobre João. Jesus, de forma direta e firme, falou para Pedro que os projetos divinos, embora sejam para uma comunidade, trata os indivíduos de forma particular. Em linguagem contemporânea acredito que Jesus diria: “Pedro, fica na tua! Cada um no seu quadrado”. Isso não tem a ver com egoísmo, insensibilidade com o outro ou qualquer atitude narcisista, tem a ver com respeito à individualidade; com uma existência única que, se bem administrada, fará toda a diferença no projeto coletivo.

O texto encerra com o objetivo da petição: Alcançar sabedoria.

Sabedoria tem pouca relação com o ensino estruturado e formal. Ela não é um simples acúmulo de conhecimento. Sabedoria é muito mais uma postura, uma atitude, uma capacidade de costurar uma ação produtiva e positiva com o pouco que se tem. Desta forma, sabedoria não precisa, necessariamente, de muito tempo para se revelar, ela precisa de atenção ao logo do tempo. Por isso, saber contar o tempo é fundamental. O processo de contagem requer uma visão atenta, crítica, ponderada e honesta. Ao reconhecer e recolher os elementos que serão contabilizados, estaremos auditando os recursos que foram disponibilizados e como foram gastos. Na contagem, identificamos o que é nosso e o que é alheio. Quando o processo de contagem encerra, temos ciência exata dos recursos que ainda estão disponíveis, e a utilização eficaz desses, revela a sabedoria.

Independente da quantidade de calendários que já viramos, é hora de contabilizar o quanto de vida foi vivida no tempo que Deus disponibilizou. É hora de elaborar uma agenda costurando a existência com as experiências que adquirimos, antes de sermos engolidos pelas agendas dos outros.

Amado irmão, Deus tem escrito um belo conto de Natal, no qual tua história de vida é um capítulo importante, pois nele o Senhor pretende, mais uma vez, revelar Sua graça e amor.

Portanto, pare, pense e conte as bênçãos. “Conta quantas são e verás surpreso o quanto Deus já fez”(329 cc)
No amor de Cristo,
Pr Paulo Carlos.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Projeto "Àgua da Vida"



Nos dias 05 e 06, deste mês, tivemos a oportunidade de colocar em prática, de forma completa, os temas que foram trabalhados nos últimos 4 congressos.
Em comunhão, agimos além dos nossos limites e servimos aos vestibulandos e seus familiares, sendo, desde modo, a Igreja que Jesus sonhou; Uma igreja atuante no seu tempo, fazendo a diferença através do testemunho.
Nos dois dias este grupo chegou na Igreja às 6h para organizar o material e chegar primeiro que os vestibulandos no lugar das provas. Lá, entregamos um copo de água, um chocolate e um cartão evangelistico produzido exclusivamente para este momento. Fechado os portões, reunimos os familiares e oramos pelos seus filhos. 
Sou grato a Deus por liderar esta galera criativa, amorosa e disposta a fazer a diferença nesta geração.
Deus os abençoe rica e abundantemente.
Próximas oportunidades de serviço:
Sábado 18/12/2010: Pintaremos muros que estão pixados em nosso bairro
Domingo 19/12/2010: Viajaremos para a cidade de Barreiros, onde distribuiremos cestas básicas aos desabrigados da cheia, oferecemos serviços médico e compartilharemos do amor de Cristo, num trabalho conjunto com a Igreja local.
Quer ajudar? Vc será muito bem vindo. 


Família Ibcor